Criar um projeto para uma criança nem sempre é uma tarefa fácil.

Primeiro desafio: entender o que realmente a criança quer, seus gostos, sua cor preferida, suas principais atividades e suas principais características pessoais. Por isto é importante repetir a mesma pergunta de maneiras diferentes, já que muitas vezes ela não consegue se expressar e não podemos correr o risco de entender errado o que ela tanto deseja.

Segundo desafio: crianças são espontâneas (amamos muito!!!) e também passam por fases. Por isto temos que tomar muito cuidado. O quarto tem que ser alegre, divertido, mas também precisa durar, acompanhar a evolução da criança. Alguns temas podem ficar lindos, mas em 1 ano a criança já está em outra fase e não se identifica mais com seu quarto. Por isto é muito importante conversar com os pais, saber por quanto tempo eles esperam que a decoração dure. Afinal os pais conhecem a criança, como ela se comporta e quais desejos expressos ali são realmente importantes.

Aí começa o terceiro desafio: preciso conciliar o que a criança quer e qual o objetivo dos pais para o quarto. E mais: preciso conciliar o gosto dos pais e da criança, que em muitos casos é totalmente diferente.

Acredito que uma boa conversa antes de fazer o projeto é crucial para que ele se adeque aos objetivos dos pais e promova um encantamento para as crianças.

Anúncios